Quinta, 22 de fevereiro de 201822/2/2018
75 9 9102-7312
FTC CAPA DO SITE
| EDUCAÇÃO |
Aos 17 anos, Lucas Oliveira desponta como escritor de Santo Estevão
Lucas já tem texto publicado em 2 livros, sendo o terceiro previsto para este ano e tem catalogado 30 textos em forma de prosa
Redação Correio da Cidade Santo Estevão - BA
Postada em 25/01/2018 ás 19h45 - atualizada em 25/01/2018 ás 19h50
Aos 17 anos, Lucas Oliveira desponta como escritor de Santo Estevão

O estudante Lucas Oliveira tem apenas 17 anos e já coleciona muitos momentos de alegria desde que decidiu entrar para o mundo da literatura. Lucas é o mais novo escritor de Santo Estevão.


Lucas já tem texto publicado em 2 livros, sendo o terceiro previsto para este ano e tem catalogado 30 textos em forma de prosa.


Aos 14 anos Lucas percebeu que seu dom era a escrita. “Ficava assistindo aos programas de talentos na TV e ficava me perguntando qual seria o meu e vi que não tinha dom musical. Então foi naquela época que decidir que o que eu mais gostava de escrever eram meus textos”, conta. Com 12 anos Lucas foi estudar na escola municipal Maria Orlanda Magalhães de Oliveira e foi lá que teve seu maior incentivo. “Antes eu mostrava meus textos a amigos que gostavam, mas foi na escola que recebi a atenção máxima dos professores Edson Oliveira e Joilma Rosa Aragão. Eles me incentivaram e me convidaram para o primeiro evento literário que jamais sonhei em participar”, disse.


Quando soube da entrevista com Lucas, a professora Joilma ficou emocionada pela gratidão por ter diso lembrada pelo seu ex aluno. “Meu menino. Espero que a vida seja para ele uma eterna folha em branco, para que com seu talento possa recriá-la sempre em forma de poesia e crônicas. Ele é um talento nato. Eu só tenho a agradecer pela oportunidade de tê-lo como aluno. Pode ter certeza de que, quem conhece Lucas terá a oportunidade de ver a beleza da vida através de seus textos. Fiquei emocionada e só tenho a oferecer gratidão. Lucas entre outros alunos nos faz acreditar e dar sentido a nossa profissão. Espero que ele seja inspiração para tantos outros que tem talentos. Que a escola seja um espaço aberto de oportunidades para um mundo melhor. Seja feliz Lucas, obrigada por lembrar da pró”, escreveu Joilma Rosa Aragão.


O evento do qual Lucas se refere aconteceu no início do ano passado na Escola Polivalente. Foi lá que a escritora Irá Rodrigues se encantou por um dos seus textos e o convidou não só para se apresentar naquele evento literário, como também a publicar um texto no seu livro “Essência Poética”, com previsão de lançamento para este ano de 2018. “Lucas é um talento que merece muito ser reconhecido”, disse a escritora Irá Rodrigues que tem 35 antologias publicadas no Brasil e Portugal, além de 7 livros lançados, a maioria para o público infantil. “Quando ouvi o Lucas lendo uma critica fiquei encantada e logo o convidei para fazer parte de uma antologia a qual organizei. Ele realmente é um cronista admirável”, completou.


Para o escritor e professor Edson Oliveira, Lucas sempre foi um destaque. “De um modo geral, seja por aquilo que temos em comum ou por aquilo que nos distancia, os alunos são a nossa extensão. Neles está a nossa eternidade, a garantia de que nunca morreremos, mas também a nossa labuta diária. E Lucas, no meio dessa multidão de saberes, ruído e descobertas, sempre foi um destaque; um aluno acima da média, às vezes silencioso, em outros momentos, disparava a palavra certeira. Lucas conhece a força da linguagem, fico feliz em vê-lo se descobrindo como escritor e poeta”.


Ainda no ano passado Lucas teve outra agradável surpresa quando um de seus textos foi escolhido pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Educação para fazer parte do livro “Um Sonho de Todos”, fruto do projeto de leitura do município. Na  noite de lançamento do livro Lucas deu autógrafos e recitou uma poesia para o público.


Mas o jovem tem os pés no chão. Para ele, que ingressa esse ano no ensino médio, lançar seu próprio livro é um plano para o futuro não tão próximo. “Quero estudar mais, me aperfeiçoar em técnicas de escrita, ir com calma. Ainda sonho em me formar em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e só então assinar um livro todo escrito por mim”, avaliou.


“Escrever me liberta, sinto que melhorei em tudo: na minha forma de pensar, de agir, como me relaciono com as pessoas e o mundo”, frisou o adolescente que afirmou que não foi tão fácil no início lidar com o seu dom: “imagine os garotos de minha idade gostando apenas de jogar bola, falar de festas e de coisas superficiais e eu ali naquele universo querendo transferir para o papel as minhas ideias”, contou o jovem escritor, que declarou seu maior sonho: “Quero deixar uma marca. Desejo que um dia, quando eu passar por essa vida, ter meu nome marcado como um cidadão que contribuiu de alguma forma para melhorar a vida das pessoas; não quero ser mais um na multidão”, concluiu.


 

FONTE: Correio da Cidade
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium
 POUP UP