Segunda, 11 de dezembro de 201711/12/2017
75 9 9102-7312
FTC TOPO - DENTRO DA NOTÍCIA
| BRASIL |
Madrasta de Isabella Nardoni é autorizada a deixar prisão na 'saidinha' de Dia das Crianças
Presas da P1 feminina de Tremembé, onde Anna Carolina Jatobá é interna, podem deixar a unidade a partir das 7h desta quarta (11).
Redação Correio da Cidade Santo Estevão - BA
Postada em 11/10/2017 ás 05h18 - atualizada em 11/10/2017 ás 05h25
Madrasta de Isabella Nardoni é autorizada a deixar prisão na 'saidinha' de Dia das Crianças


Anna Carolina Jatobá, condenada a 26 anos e 8 meses de prisão pela morte da enteada Isabella Nardoni, foi autorizada a deixar a penitenciária em Tremembé (SP), nesta quarta-feira (11), na saída temporária de Dia das Crianças. Essa será a primeira vez que a detenta deixa a prisão desde a concessão do regime semiaberto.



 


A presidiária é interna da Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, a P1 feminina, desde 2008 - a unidade é conhecida por abrigar presas de casos de grande repercussão, como Suzane von Richthofen, condenada pela morte dos pais; e Elize Mtsunaga, que matou e esquartejou o marido..




Anna Carolina deve deixar o presídio nesta quarta (11), a partir das 7h, com retorno previsto à unidade até as 17h da próxima segunda-feira (16). Ela deve passar o período com os filhos de 10 e 12 anos, que moram com os pais na capital.




O advogado da presa, Roberto Podval, foi procurado por telefone, mas preferiu não comentar o assunto.




A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) informou que o processo da presa Anna Carolina Jatobá está sob sigilo de Justiça e que a pasta somente cumpre as decisões judiciais.




 



Marido



 




O marido de Anna Carolina Jatobá e pai de Isabella Nardoni, também condenado pela morte da menina, cumpre pena em regime fechado na Penitenciária 2 de Tremembé.




Ele pode pedir progressão de regime em julho de 2019, quando tiver cumprido 2/5 da pena.




 Caso Isabella


Em 29 de março de 2008, Isabella foi jogada da janela do apartamento do casal, no sexto andar de um prédio no bairro do Carandiru, na Zona Norte de São Paulo. Os condenados negam o crime. Eles alegam que uma outra pessoa entrou na residência e matou a criança.


A acusação se baseou em provas periciais produzidas pela Polícia Civil. Para o Ministério Público, Anna Jatobá esganou Isabella Nardoni e Alexandre jogou o corpo da filha pela janela. Antes, o casal teria cortado uma tela de proteção do apartamento.


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium
 CABRAL - POUP UP